Enriquecer - Um dever moral dos Seres Dignos


Enriquecer - Um dever moral dos seres Dignos


As pessoas dignas e honestas possuem um dever moral de serem ricas, assim como uma sociedade decente e íntegra possui a responsabilidade de auxiliar tão exaltados seres neste augusto processo. Isto acontece porque a fortuna nas mãos de sublimes indivíduos, por suas naturezas altruístas e humanas, retorna construtivamente à comunidade, assim como é utilizada com fins benevolentes. Por outro lado, a riqueza nas mãos de pessoas egoístas e diabólicas, somente gera mais destruição, segregação e abuso em qualquer canto que tais indivíduos vivam. Assim sendo, é de suma importância saber onde você está depositando suas riquezas, pois cada recurso que sai de vosso bolso possui um destino específico e, dependendo do destino, ou você está auxiliando pessoas augustas e caritativas, ou você está engordando o bolso de pessoas infames e egocêntricas. Enquanto isto, se sua alma é sublime, labute fiel e corajosamente para aumentar a sua própria fortuna, assim como a da comunidade onde você vive.   (Tadany – 11 09 16)


PS: Para citar este texto:

Cargnin dos Santos, Tadany. Pensamento 1560. www.tadany.org ®

 





A corrupção é primogênita da nossa passividade, minha e tua. Precisamos aceitar o nosso dever de cidadãos para mudar as nefastas realidades que assolam a nossa pátria. (Tadany)
Tudo é mental. Nada existe além de nossa Consciência. (Tadany)
A arte é o orgasmo contínuo da Inteligência. (Tadany)





--
Você recebeu essa mensagem porque está inscrito no grupo "Dividindo a Vida" dos Grupos do Google.
Para cancelar inscrição nesse grupo e parar de receber e-mails dele, envie um e-mail para dividindoavida+unsubscribe@googlegroups.com.
Para postar nesse grupo, envie um e-mail para dividindoavida@googlegroups.com.
Acesse esse grupo em https://groups.google.com/group/dividindoavida.
Para mais opções, acesse https://groups.google.com/d/optout.

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

0 comentários:

Postar um comentário