Entre a Miséria e a Esperança

 

Entre a Miséria e a Esperança

 

Entre a miséria e a esperança humana vagam minhas palavras. De alguma maneira, salta-me um ímpeto sagaz de transcrever detalhadamente sobre as mazelas e outras torturas que nos auto impelimos ou que submetemos à outrem, mas por outro lado, creio que impelido por algo que talvez seja inerente à minha essência, mas que ainda não estou completamente ciente, me estimula a ideia de profetizar sobre as virtudes inatas aos indivíduos naturalmente humanos. Em ambos casos, os faço por arte, por amor, por inspiração, por desejo de esmiuçar nossos trejeitos, mas também porque acredito que, independentemente de temporárias indigências que, vez que outra, parecem aprisionar nossas cognições à nefastas atitudes, também possuímos uma desconhecida e latente força que nos estimula e manifestarmos nossas essenciais virtudes. Enquanto isto, entre a desolação de horripilantes desertos e a proficiência de exuberantes florestas, escrevo. Prescrevo e, entre uma frase e outra, me encontro e me encanto, seja num miserável pranto, seja num esperançoso canto. (Tadany - 11 11 12) 

 

PS: Para citar este texto:

Cargnin dos Santos, Tadany. Pensamento 1333. www.tadany.org®

 

  





A corrupção é primogênita da nossa passividade, minha e tua. Precisamos aceitar o nosso dever de cidadãos para mudar as nefastas realidades que assolam a nossa pátria. (Tadany)
Tudo é mental. Nada existe além de nossa Consciência. (Tadany)
A arte é o orgasmo contínuo da Inteligência. (Tadany)

--
Você recebeu essa mensagem porque está inscrito no grupo "Dividindo a Vida" dos Grupos do Google.
Para cancelar inscrição nesse grupo e parar de receber e-mails dele, envie um e-mail para dividindoavida+unsubscribe@googlegroups.com.
Para postar nesse grupo, envie um e-mail para dividindoavida@googlegroups.com.
Acesse esse grupo em https://groups.google.com/group/dividindoavida.
Para mais opções, acesse https://groups.google.com/d/optout.

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

0 comentários:

Postar um comentário