Traição conjugal



Traição conjugal

Toda a traição deixa rastros nefastos por onde passa. No entanto, é imperativo entender que uma pessoa jamais trai a outra, na verdade, o que acontece, é que ela trai a si mesma durante o período em que está com alguém cujo relacionamento não é harmônico, delicioso e próspero. A pessoa se trai, ou se engana, até o momento em que encontra outra que, aparentemente, lhe propriciará o ambiente e sonhos desejáveis. Neste momento, ela não trai, ela se liberta da traição que vinha cometendo por muito tempo, tanto para consigo quanto para a pessoa com quem estava aparentemente conectada. A traição é uma imaturidade emocional que se projeta baseadas em fantasias não satisfeitas. As fantasias são individuais, portanto, a traição é sempre para consigo mesmo, muito embora, aparentemente outrem foi traído. (Tadany – 18 07 11) 

PS: Para citar este texto: 
Cargnin dos Santos, Tadany. Pensamento 999. www.tadany.org ® 







--
Você está recebendo esta mensagem porque se inscreveu no grupo "Dividindo a Vida" dos Grupos do Google.
Para cancelar a inscrição neste grupo e parar de receber seus e-mails, envie um e-mail para dividindoavida+unsubscribe@googlegroups.com.
Para postar neste grupo, envie um e-mail para dividindoavida@googlegroups.com.
Visite este grupo em http://groups.google.com/group/dividindoavida.
Para obter mais opções, acesse https://groups.google.com/groups/opt_out.
 
 

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

0 comentários:

Postar um comentário