O passado, passado


O passado, passado

A aceitação do passado como passado, é uma lucidez cognitiva que brinda ao ser humano liberdade para seguir adiante com sua vida e seus sonhos. Sempre e quando uma pessoa traz à mente qualquer pessoa, situação ou instituição com quem ela interagiu e, ao mesmo tempo, à culpa pela atual condição de sua existência, ela está prendendo-se ao passado, algemando-se à experiências que não podem ser alteradas e coagindo o seu presente a tornar-se um refém de vivências pretéritas. A aceitação da impotência que a pessoa possui frente ao passado é um maduro reconhecimento que auxilia o invidíduo a deixar o passado para trás e, com volição, esperança e coragem atuar para que, no presente, os mesmos desacertos sejam evitados e os êxitos sejam aprimorados. (Tadany – 13 07 11) 

PS: Para citar este texto: 
Cargnin dos Santos, Tadany. Pensamento 970. www.tadany.org ® 








--
Você está recebendo esta mensagem porque se inscreveu no grupo "Dividindo a Vida" dos Grupos do Google.
Para cancelar a inscrição neste grupo e parar de receber seus e-mails, envie um e-mail para dividindoavida+unsubscribe@googlegroups.com.
Para postar neste grupo, envie um e-mail para dividindoavida@googlegroups.com.
Visite este grupo em http://groups.google.com/group/dividindoavida.
Para obter mais opções, acesse https://groups.google.com/groups/opt_out.
 
 

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

0 comentários:

Postar um comentário