Escutei Deus sussurrando


Escutei Deus sussurrando 

Ontem, em sonho, escutei Deus sussurrando 
Segredava sobre a solidão enfadonha do firmamento 
Queria ser humano, para andar assobiando, compartilhando e amando 
Mas, tristonho, lamentava que estava eternamente condenado ao isolamento 
Que o céu era tão pomposo e que as pessoas só ficavam lhe observando 
A convidar-lhe para uma festa ou brincadeira, ninguém tinha o atrevimento 
Que nem os anjos, eternos companheiros de domícilio, o imaginavam dançando 
E que o som de liras e arpas lhe estavam causando um musical esgotamento 
Que sentia mágoas de ter sido tão autoritário ao ver Adão e Eva se apaixonando 
Pois hoje ele entende, que o amor é a alegoria, o mágico e revelador encantamento 
De repente, o surrurro parou, quando o sol estava se levantando 
Levantei e olhei pela janela, fiquei alegre pois Deus estava num processo de autoconhecimento. (Tadany – 08 12 10) 

PS: Para citar este Poema: 
Cargnin dos Santos, Tadany. Escutei Deus sussurrando. www.tadany.org ® 


--
Você está recebendo esta mensagem porque se inscreveu no grupo "Dividindo a Vida" dos Grupos do Google.
Para postar neste grupo, envie um e-mail para dividindoavida@googlegroups.com.
Para cancelar a inscrição nesse grupo, envie um e-mail para dividindoavida+unsubscribe@googlegroups.com.
Para obter mais opções, visite esse grupo em http://groups.google.com/group/dividindoavida?hl=pt-BR.

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

0 comentários:

Postar um comentário