Solilóquio


Solilóquio

Às vezes, no quotidiano, converso sozinho 
Num solilóquio sereno, leve e que é só meu 
Falo da vida, dos sonhos, de liberdade, de amor e de carinho 
E, na maioria das vezes, acho que não falo só, creio que falo com Deus. (Tadany – 20 11 10) 

PS: Para citar este Poema: 
Cargnin dos Santos, Tadany. Poema 607. www.tadany.org ® 


--
Você está recebendo esta mensagem porque se inscreveu no grupo "Dividindo a Vida" dos Grupos do Google.
Para postar neste grupo, envie um e-mail para dividindoavida@googlegroups.com.
Para cancelar a inscrição nesse grupo, envie um e-mail para dividindoavida+unsubscribe@googlegroups.com.
Para obter mais opções, visite esse grupo em http://groups.google.com/group/dividindoavida?hl=pt-BR.

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

0 comentários:

Postar um comentário