Fwd: Solidão e Espiritismo (3 textos)



Solidão e Espiritismo (3 textos)
 
Solidão – Saiba as diferenças entre viver sozinho e sentir-se sozinho
 
A solidão é um estado interno, a princípio um sentimento de que algo ou alguém está faltando. No vocabulário da língua portuguesa, a palavra "solidão" significa: estado de quem se sente ou está só. Segundo a psicologia, solidão é uma "doença traiçoeira" que nenhum aparelho da medicina consegue detectar e que provoca na maioria das vezes, reflexos na postura humana como:
 
– Isolamento
– Constante desânimo e indisposição
– Sentimentos de tristeza sem razão aparente
– Baixa auto estima
 
Atualmente muitas pessoas moram sozinhas e levam uma vida bastante independente. De acordo com a terapeuta e educadora psico-corporal pela Dinâmica Energética do Psiquismo (DEP) Elaine Lilli Fong, não podemos dizer que são pessoas solitárias, desde que elas se sintam em paz com essa situação. Entretanto, o que mostra é que o sentimento de solidão pode estar presente em qualquer lugar ou situação, como por exemplo, durante uma festa com os amigos, no trabalho e até mesmo dentro de casa com a própria família. Elaine relembra que cada ser humano vem sozinho ao mundo, passa pela vida como uma pessoa separada e morre sozinho. Que as fases da passagem pela vida física permitem muitas experiências, porém tudo é passageiro.
 
 
A terapeuta defende a ideia de que a separação, o estar só são apenas ilusões, pois nada se vai totalmente e nada está separado. Ficará sempre a lembrança no qual contém toda a experiência e vivência ocorrida, o que é muito rico.
 
Joanna de Ângelis, autora espiritual do livro "O Homem Integral", psicografado pelo médium Divaldo Pereira Franco, afirma "[…] Solidão é espectro cruel que se origina nas paisagens do medo e que na atualidade, é um dos mais graves problemas que desafiam a cultura e a humanidade. O homem solitário é todo aquele que se diz em solidão, exceto nos casos patológicos, alguém que se receia encontrar, que evita descobrir-se, conhecer-se, assim ocultando a sua identidade na aparência de infeliz, de incompreendido e abandonado." (FRANCO, Divaldo Pereira, O Homem Integral, Ed.LEAL, 2006, São Paulo)
 
Para o espírito Hammed, no livro "As Dores da Alma", psicografado pelo médium Francisco do Espírito Santo Neto, "[…] Sofremos de solidão toda vez que desprezamos as inerentes vocações e naturais tendências da alma […] nos distanciamos do que realmente somos, criamos um autodesprezo, passando, a partir daí, a desenvolver um sentimento de solidão, mesmo rodeados das pessoas mais importantes e queridas de nossa vida." (NETO, Francisco do Espírito Santo, As Dores da Alma, Ed. Boa Nova, 2000, São Paulo)
 
Os perigos da solidão
 
A psicóloga e especialista em psicossomática Rosemeire Zago, alerta sobre os perigos da solidão e afirma que quando as pessoas se sentem neste estado, estão mais propensas a recorrer ao uso de álcool, drogas ou comida em excesso em busca de uma fuga. Roseimeire alerta para o fato de que não é negando, nem fugindo do que se sente, o melhor caminho para se livrar de toda a dor. Segundo a psicóloga, o sentimento de solidão, na maioria das vezes, provoca muita angústia e traz um forte sentimento de autodepreciação e insegurança, com pensamentos negativos frequentes. Desta forma, ao invés de eliminar ou aliviar a angústia, permite que a mesma aumente ainda mais.
 
Rosemeire ainda esclarece que é preciso ter consciência de que não adianta manter esses pensamentos sobre si mesmo, que com certeza eles não refletem a realidade. Se trancar em casa e se isolar, deixando que o desespero e as lágrimas dominem a vida, não trará melhoras, ao contrário, só agrava esse momento tão delicado.
 
Ainda no livro "As Dores da Alma", o espírito Hammed revela "[…] é preciso abandonarmos nossa compulsão de fazer-nos seres idealizados, nossa expectativa fantasiosa de perfeição e nosso modelo social de felicidade […] Exterminamos o clima de pressão, de abandono, de tensão e de solidão que sentimos interiormente, para transportamo-nos para uma existência de satisfação íntima e para uma indescritível sensação de vitalidade."
 
Especialistas alertam para a importância da observação dos sentimentos de solidão, independente de estar ou não sozinho (a) e, havendo atitudes de constante isolamento, é necessário buscar auxílio de um profissional da saúde, além de atividades que estimulem o bem estar e elevam a auto estima.
 
 
 
Centenas de textos Espíritas para estudo e reflexão:
 
 
 
O antídoto para a solidão
 
Octávio Caúmo Serrano
 
"É bom ser importante, mas o importante é ser bom"
 
Um dos flagelos da humanidade chama-se solidão.
 
Mas o que é a solidão? Seria a ausência de companhia, de pessoas à nossa volta? Seria estar longe das civilizações?
 
Mais grave do que estar só é sentir-se só. Duas pessoas que vivem situações parecidas poderão ter comportamentos diferentes. Enquanto uma é infeliz, a outra sobrevive, e bem.
 
Solidão, mais do que estar só, é a insatisfação da pessoa com a vida e consigo mesma. É precisar da multidão à sua volta, por não perceber que pode bastar-se por si mesma, desde que descubra a riqueza do seu interior. A solidão nasce da insegurança e da necessidade de sentir-se amada, porque ignora que o grande truque é amar.
 
Há quem use solidão como tempo de inspiração, análise e programação. Não é mais a solidão popularmente conhecida, porque se transforma em recolhimento ao próprio íntimo, necessidade que todos temos, sem nos dar conta. Vez que outra, é preciso estar só. Tentamos nos dar bem com os outros, mas não sabemos viver na harmonia de nós mesmos. Quando Amyr Klink, saindo da África, chegou à Bahia, navegando dias e dias, sozinho em sua pequena embarcação, perguntaram-lhe se a solidão não teria sido seu maior obstáculo. A resposta foi que nunca estivera só, porque muitos torciam por ele e, além disso, fazia o que lhe causava prazer. Quem age dessa forma não dá espaço para a solidão.
 
Cabe analisar quem são as vítimas da solidão. E responderíamos que são os que não lutam, que nada realizam, não amam, não vivem...!
 
Quem se fecha em seus problemas, em suas mágoas, melindra-se facilmente, auto-flagela-se e inutiliza preciosas oportunidades de realizações importantes. Deus não pode ocupar-se com os que insistem em ser infelizes. Deixa primeiro que despertem e valorizem a vida, para depois enviar-lhes a ajuda que possam compreender.
 
O antídoto para a solidão, mais do que os antidepressivos ou os divãs dos analistas, é a ocupação. De qualquer tipo. Trabalho profissional, trabalho de lazer, trabalho de amor ao próximo. Quem se achar em sofrimento, procure ser útil. Quem vive gastando o tempo para reclamar de má sorte, experimente aplicar as horas tristes no trabalho. E como catalisador para esse entendimento não podemos desprezar um agente eficaz contra a solidão: O Centro Espírita.
 
Nesse pequeno compartimento da imensa Casa de Jesus há, sempre, disponibilidade de vagas para serviços no bem. E, sempre, atinge primeiro o próprio agente. É aí que o jovem estudante busca serenidade para entender as lições mais difíceis; é aí que a moça, frustrada com a perda do namorado, encontra para substituí-lo um amor diferente, sublimado; é ai onde a mãe que ficou, prematuramente, sem o filho querido, conhece outros filhos que suprirão a falta dele; é ai onde a viúva, idosa e enferma, encontra a companhia de operosos auxiliares do Cristo, para suavizar o seu isolamento e a saudade do companheiro; é aí, enfim, onde todo sofrimento se transforma em progresso e entendimento.
 
Nenhum outro lugar, por mais prazer que ofereça, pode combater a solidão como o Centro Espírita, sem dispêndio para aquele que chega com a mágoa no coração. Ali, enquanto serve, se cura; quando oferece, recebe; ao sorrir, se alegra; com ajuda, se reergue.
 
Abençoado Centro Espírita, que além destes abriga também os que se sentem infelizes, que têm a alma sensível pronta para oferecer-se. São os que têm consciência de como a vida é boa e retribuem a Deus pela dádiva, ao invés de queixar-se do abandono ou revoltar-se contra os atos comuns da vida de todos nós. Centro Espírita que a todos recebe, servidores e necessitados, com a intenção de irmaná-los e integrá-los em um só propósito e diminuindo a infelicidade porque esta, sempre, faz seu ninho no escuro de cada um, independente da idade, saúde ou situação financeira.
 
Felizes os que despertam e passam pela porta estreita do Centro. Metade do problema já estará resolvido.
 
Felizmente, a cada dia os que ali aportam são em maior número e, brevemente, chegará o dia em que o entendimento será absoluto.
 
Revista Espírita Allan Kardec, nº 37.
 
 
 
 
SOLIDÃO
 
A necessidade de relacionamento humano, como meca­nismo de afirmação pessoal, tem gerado vários distúrbios de comportamento, nas pessoas tímidas, nos indivíduos sensí­veis e em todos quantos enfrentam problemas para um inter­câmbio de ideias, uma abertura emocional, uma convivência saudável.
Enxameiam, por isso mesmo, na sociedade, os solitários por livre opção e aqueloutros que se consideram marginalizados ou são deixados à distância pelas conveniências dos grupos.
A sociedade competitiva dispõe de pouco tempo para a cordialidade desinteressada, para deter-se em labores a bene­fício de outrem.
O atropelamento pela oportunidade do triunfo impede que o indivíduo, como unidade essencial do grupo, receba consi­deração e respeito ou conceda ao próximo este apoio que gostaria de fruir.
O homem, no entanto, sem ideal, mumifica-se. O ideal é-lhe de vital importância, como o ar que respira.
O sucesso social não exige, necessariamente, os valores intelecto-morais, nem o vitalismo das ideias superiores, an­tes cobra os louros das circunstâncias favoráveis e se apoia na bem urdida promoção de mercado, para vender imagens e ilusões breves, continuamente substituídas, graças à rapidez com que devora as suas estrelas.
Quem, portanto, não se vê projetado no caleidoscópio mágico do mundo fantástico, considera-se fracassado e recua para a solidão, em atitude de fuga de uma realidade mentiro­sa, trabalhada em estúdios artificiais.
Parece muito importante, no comportamento social, rece­ber e ser recebido, como forma de triunfo, e o medo de não ser lembrado nas rodas bem sucedidas, leva o homem a esta­dos de amarga solidão, de desprezo por si mesmo.
Há uma terrível preocupação para ser visto, fotografado, comentando, vendendo saúde, felicidade, mesmo que fictí­cia.
A conquista desse triunfo e a falta dele produzem soli­dão.
O irreal, que esconde o caráter legítimo e as lídimas aspi­rações do ser, conduz à psiconeurose de autodestruição.
Há terrível ânsia para ser-se amado, não para conquistar o amor e amar, porém para ser objeto de prazer, mascarado de afetividade. Dessa forma, no entanto, a pessoa se desama, não se torna amável nem amada realmente.
O silêncio, o isolamento espontâneo são muito saudáveis para o indivíduo, podendo permitir-lhe reflexão, estudo, autoaprimoramento, revisão de conceitos perante a vida e a paz interior.
O sucesso, decantado como forma de felicidade, é, tal­vez, um dos maiores responsáveis pela solidão profunda.
Os campeões de bilheteria nos shows, nas rádios, televi­sões e cinemas, os astros invejados, os reis dos esportes, dos negócios cercam-se de fanáticos e apaixonados, sem que se vejam livres da solidão.
A neurose da solidão é doença contemporânea, que ame­aça o homem distraído pela conquista dos valores de peque­na monta, porque transitórios.
Resolvendo-se por afeiçoar-se aos ideais de engrandeci­mento humano, por contribuir com a hora vazia em favor dos enfermos e idosos, das crianças em abandono e dos ani­mais, sua vida adquiriria cor e utilidade, enriquecendo-se de um companheirismo digno, em cujo interesse alargar-se-ia a esfera dos objetivos que motivam as experiências vivenciais e inoculam coragem para enfrentar-se, aceitando os desafios naturais.
O homem solitário, todo aquele que se diz em solidão, exceto nos casos patológicos, é alguém que se receia encon­trar, que evita descobrir-se, conhecer-se, assim ocultando a sua identidade na aparência de infeliz, de incompreendido e abandonado.
A velha conceituação de que todo aquele que tem amigos não passa necessidades, constitui uma forma desonesta de estimar, ocultando o utilitarismo sub-reptício, quando o pra­zer da afeição em si mesma deve ser a meta a alcançar-se no inter-relacionamento humano, com vista à satisfação de amar.
O medo da solidão, portanto, deve ceder lugar, à confian­ça nos próprios valores, mesmo que de pequenos conteúdos, porém significativos para quem os possui.
Possivelmente, o homem que caminha a sós se encontre mais sem solidão, do que outros que, no tumulto, inseguros, estão cercados, mimados, padecendo disputas, todavia sem paz nem fé interior.
A fé no futuro, a luta por conseguir a paz íntima — eis os recursos mais valiosos para vencer-se a solidão, saindo do arcabouço egoísta e ambicioso para a realização edificante onde quer que se esteja.
 
Do livro: O Homem Integral – Divaldo Pereira Franco/Joanna Di Ângelis
 
Centenas de textos Espíritas para estudo e reflexão:
 
 
 

--
Você recebeu essa mensagem porque está inscrito no grupo "Vidas Passadas" dos Grupos do Google.
Para cancelar inscrição nesse grupo e parar de receber e-mails dele, envie um e-mail para VidasPassadasBr+unsubscribe@googlegroups.com.
Para mais opções, acesse https://groups.google.com/d/optout.

--
Você recebeu essa mensagem porque está inscrito no grupo "Dividindo a Vida" dos Grupos do Google.
Para cancelar inscrição nesse grupo e parar de receber e-mails dele, envie um e-mail para dividindoavida+unsubscribe@googlegroups.com.
Para postar nesse grupo, envie um e-mail para dividindoavida@googlegroups.com.
Acesse esse grupo em https://groups.google.com/group/dividindoavida.
Para mais opções, acesse https://groups.google.com/d/optout.

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

Bom Dia - (29.04.16)

   http://marcosianoski.blogspot.com.br/


DIA A DIA
 
"Dizia a todos: Se alguém quer vir após mim, a si mesmo se negue, 
dia a dia tome a sua cruz a siga-me." - Lucas, cap. 9 - v. 23
 
O Cristo é incisivo, quando nos adverte que, para segui-lo, a batalha é constante.
Dia a dia, o cristão deve ombrear a cruz do testemunho que é chamado a carregar.
Ele não nos promete uma vereda de flores...
Sem subterfúgios, falou-se das dificuldades, sobretudo no que tange à negação 
de nós mesmos.
De fato, não é fácil renunciar ao que nos satisfaz os sentidos e nos atende as
necessidades fictícias.
Não nos desalentemos, porém, diante das derrotas e fracassos que, no embate 
travado em nosso mundo interior, venhamos a sofrer.
Não nos fortaleceremos de uma hora para outra, mas, sim, a cada minuto de cada
hora que nos devotarmos à aquisição de novos hábitos.
Evoluir é promover a reeducação do espírito.
Façamos, a cada manhã, o propósito de sermos melhores do que somos, mas não
fiquemos apenas na palavra, como quem permanece na expectativa de servir sem
tornar a iniciativa de procurar algo de útil a fazer.
Precisamos criar ensejo a que o bem se manifeste em nossas vidas.
A vontade de quem não descruza os braços é semelhante a quem, precisando 
alcançar determinado objetivo, se recusa a movimentar as pernas e caminhar.
Seja, no entanto, qual for a nossa decisão, saibamos, de uma vez por todas, que
querem verdadeiramente não se dispuser a seguir o Cristo não sairá do lugar.
 
(Obra: Saúde Mental À Luz do Evangelho - Carlos A.Baccelli/Inácio Ferreira)
 
 
******
 
-"Meus irmãos - principiou a dizer -, precisamos envidar esforços, todos os esforços
possíveis, no sentindo de despertar o espírito de sua apatia e indiferença, em relação
ao seu futuro espiritual."
 
(Adroaldo Modesto Gil)
 
(Obra: Amai-vos e Instruí-vos - Carlos A.Baccelli/Inácio Ferreira)
 
 
******
 
AVE MARIA
Ave Maria cheia de graça, o Senhor é convosco, bendita sois vós entre as 
mulheres e bendito é o fruto do vosso ventre Jesus.
Santa Maria, Mãe de Jesus, rogai por nós, pecadores, agora e na hora de 
nossa morte. Amém.
 
******
 
PAI NOSSO
Pai nosso que estais no Céu, santificado seja o Vosso Nome, venha a nós o 
Vosso reino, seja feita a Vossa vontade, assim na terra como no Céu. O pão 
nosso de cada dia nos dai hoje; perdoai-nos as nossas ofensas, assim como 
nós perdoamos a quem nos tem ofendido, e não nos deixeis cair em tentação, 
mas livrai-nos do mal. Amém.
 
JESUS

--
Você recebeu essa mensagem porque está inscrito no grupo "Dividindo a Vida" dos Grupos do Google.
Para cancelar inscrição nesse grupo e parar de receber e-mails dele, envie um e-mail para dividindoavida+unsubscribe@googlegroups.com.
Para postar nesse grupo, envie um e-mail para dividindoavida@googlegroups.com.
Acesse esse grupo em https://groups.google.com/group/dividindoavida.
Para mais opções, acesse https://groups.google.com/d/optout.

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

Diálogos e Egos

  

Diálogos e Egos

 

Os grandes diálogos, com as magnânimas perguntas e as fantásticas respostas frequentemente apenas acontecem na consciência de cada pessoa, pois quando duas pessoas interagem, o diálogo torna-se uma inevitável e, mormente, enfadonha disputa de mendicantes egos. (Tadany – 19 09 07)

 

PS: Para citar este texto:

Cargnin dos Santos, Tadany. Pensamento 183. www.tadany.org®



 






A corrupção é primogênita da nossa passividade, minha e tua. Precisamos aceitar o nosso dever de cidadãos para mudar as nefastas realidades que assolam a nossa pátria. (Tadany)
Tudo é mental. Nada existe além de nossa Consciência. (Tadany)
A arte é o orgasmo contínuo da Inteligência. (Tadany)



--
Você recebeu essa mensagem porque está inscrito no grupo "Dividindo a Vida" dos Grupos do Google.
Para cancelar inscrição nesse grupo e parar de receber e-mails dele, envie um e-mail para dividindoavida+unsubscribe@googlegroups.com.
Para postar nesse grupo, envie um e-mail para dividindoavida@googlegroups.com.
Acesse esse grupo em https://groups.google.com/group/dividindoavida.
Para mais opções, acesse https://groups.google.com/d/optout.

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

Bom Dia - (27.04.16)

   http://marcosianoski.blogspot.com.br/


DESCE PARA AJUDAR
 
Fácil é buscar os recursos da subida, embora muitos se desencantem ao primeiro contato com o pedregulho da montanha íngreme... É sempre doce planejar a ascensão e amealhar recursos para a acidentada viagem.
Promessas, abraços, carinhos são prazeres acessíveis a todos...
Entretanto, quão poucos se lembram de "descer para ajudar"! Quão raros os corações que aprendem a apagar temporariamente a colorida lanterna dos próprios sonhos, a fim de estenderem braços amigos aos que se debatem na 
sombra do vale ou no lodo escuro do pântano!
Todos sabem que há ignorância, dor e miséria, onde as trevas se aninham, mas dificilmente alguém se recorda de acender alguma claridade para os que, ainda, de muito longe, lhe seguem os passos.
– Não posso! – dizem uns.
– É pecado! – clamam outros.
– Não devo – respondem muitos.
No entanto, Jesus desceu e amparou-nos; renunciou à sublimidade dos anjos e conviveu com os homens; obscureceu a própria refulgência divina e abraçou os pecadores e os transviados na senda terrestre.
Caridade! Caridade! Não estarás ao pé das chagas que agonizam, dos trapos que choram, dos gemidos que não têm voz? Não viverás pelos braços dos justos, amenizando os padecimentos dos que se projetaram no desfiladeiro da expiação ou no berço dos que renascem sob o temporal das lágrimas no abandono e na indigência?
É por isso que o Mestre, em nos buscando na Terra, fez-se o servidor de todos...
Se tens, pois, na realidade, um coração corajoso, saberás descer com Ele, ajudando e ensinando, levantando e servindo, à maneira do lírio puro que desabrocha no charco sem contaminar-se, convertendo o inferno das criaturas em paraíso do bem para a glorificação do Supremo Senhor.

 
(Obra: Cartas do Coração - Chico Xavier / Agar)
 
 
******
 
Jesus sempre esteve a braços com homens e situações, de certo modo, semelhantes a estes que enfrentas.
Foi nesse clima que Ele demonstrou a Sua grandeza, permanecendo em harmonia com os objetivos  a que
se entregou, sem perturbar-se, nem tergiversar em momento algum.
Assim, conserva-te em harmonia.
 

(Obra: Desperte e Seja Feliz - Divaldo P. Franco / Joanna de Ângelis)
 
 
******
 
AVE MARIA

Ave Maria cheia de graça, o Senhor é convosco, bendita sois vós entre as mulheres e bendito é o fruto do vosso ventre Jesus.
Santa Maria, Mãe de Jesus, rogai por nós, pecadores, agora e na hora de nossa morte. Amém.

 

******

PAI NOSSO

Pai nosso que estais no Céu, santificado seja o Vosso Nome, venha a nós o Vosso reino, seja feita a Vossa vontade, assim na terra como no Céu. O pão nosso de cada dia nos dai hoje; perdoai-nos as nossas ofensas, assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido, e não nos deixeis cair em tentação, mas livrai-nos do mal. Amém.

JESUS

--
Você recebeu essa mensagem porque está inscrito no grupo "Dividindo a Vida" dos Grupos do Google.
Para cancelar inscrição nesse grupo e parar de receber e-mails dele, envie um e-mail para dividindoavida+unsubscribe@googlegroups.com.
Para postar nesse grupo, envie um e-mail para dividindoavida@googlegroups.com.
Acesse esse grupo em https://groups.google.com/group/dividindoavida.
Para mais opções, acesse https://groups.google.com/d/optout.

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

Ex Animo - N° 75 - Essência Divina

  

Ex Animo - N° 75 - Essência Divina

 

Disseram-me que antes de poder ver, era necessário encontrar a harmonia e discernir sobre as efêmeras situações do quotidiano

Profetizaram-me que antes de poder ouvir, era preciso distinguir os vorazes ruídos que assolam a vida hodierna da sublime brisa que tudo permeia

Contaram-me que antes de poder sentir, era essencial remover a poeira condicionante que se enraíza externamente

Falaram-me que antes de poder saborear, era indispensável purificar o paladar das máculas que as vãs palavras impregnam

Narraram-me que antes de poder inalar, era imperativo desembaraçar os alvéolos das manchas negras do impuro ar que vaga nas redondezas

No entanto, eles se esqueceram de ensinar-me que

Nas dores da desarmonia, era possível ver Teu coração chorando

Nos ruídos do dia-a-dia, Teus ouvidos doíam, mas seguiam naturalmente leves

Na poeira que muitos agoniam, Tua pele ficava imunda, mas seguia imaculada

Nos dissabores da porcaria, Teu verbo seguia cândido e nobre

Nos maus odores da calmaria, Teu ar soprava moléculas de euforia

Ah Essência Divina!!!Quando eles entenderão que a Onipresença não é dual

E que onde Tu não estás é porque a ignorância impediu Vossa Ubiquidade. 

(Tadany – 29 01 09)

PS: Para citar este Poema:

Cargnin dos Santos, Tadany. Ex Animo - N° 75. www.tadany.com®

 

 






A corrupção é primogênita da nossa passividade, minha e tua. Precisamos aceitar o nosso dever de cidadãos para mudar as nefastas realidades que assolam a nossa pátria. (Tadany)
Tudo é mental. Nada existe além de nossa Consciência. (Tadany)
A arte é o orgasmo contínuo da Inteligência. (Tadany)




--




A corrupção é primogênita da nossa passividade, minha e tua. Precisamos aceitar o nosso dever de cidadãos para mudar as nefastas realidades que assolam a nossa pátria. (Tadany)
Tudo é mental. Nada existe além de nossa Consciência. (Tadany)
A arte é o orgasmo contínuo da Inteligência. (Tadany)

--
Você recebeu essa mensagem porque está inscrito no grupo "Dividindo a Vida" dos Grupos do Google.
Para cancelar inscrição nesse grupo e parar de receber e-mails dele, envie um e-mail para dividindoavida+unsubscribe@googlegroups.com.
Para postar nesse grupo, envie um e-mail para dividindoavida@googlegroups.com.
Acesse esse grupo em https://groups.google.com/group/dividindoavida.
Para mais opções, acesse https://groups.google.com/d/optout.

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

Bom Dia - (25.04.16)


Excesso e Você

Amigo, Espiritismo é caridade em movimento.
Não converta o próprio lar em museu.
Utensílio inútil em casa será utilidade na casa alheia.
O desapego começa das pequeninas coisas, e o objeto conservado, sem aplicação
no recesso da moradia, explora os sentimentos do morador.
A verdadeira morte começa na estagnação.
Quem faz circular os empréstimos de Deus, renova o próprio caminho.
Transfigure os apetrechos, que lhes sejam inúteis, em forças vivas do bem.
Retirem da despensa os gêneros alimentícios, que descansam esquecidos, para a
distribuição fraterna aos companheiros de estômago atormentado.
Reviste o guarda-roupa, libertando os cabides das vestes que você não usa,
conduzindo-as aos viajores desnudos da estrada.
Estenda os pares de sapatos, que lhes sobram, aos pés descalços que transitam em
derredor.
Elimine do mobiliário as peças excedentes, aumentando a alegria das habitações
menos felizes.
Revolva os guardados em gavetas ou porões, dando aplicação aos objetos parados
de seu uso pessoal.
Transforme em patrimônio alheio os livros empoeirados que você não consulta,
endereçando-os ao leitor sem recursos.
Examine a bolsa, dando um pouco mais que os simples compromissos da
fraternidade, mostrando gratidão pelos acréscimos da Divina Misericórdia que você recebe.
Ofereça ao irmão comum alguma relíquia ou lembrança afetiva de parentes e
amigos, ora na Pátria Espiritual, enviando aos que partiram maior contentamento com tal
gesto.
Renovemos a vida constantemente, cada ano, cada mês, cada dia...
Previna-se hoje contra o remorso de amanhã.
O excesso de nossa vida cria a necessidade do semelhante.
Ajude a casa de assistência coletiva.
Divulgue o livro nobre.
Medique os enfermos.
Aplaque a fome alheia.
Enxugue lágrimas.
Socorra feridas.
Quando buscamos a intimidade do Senhor, os valores mumificados em nossas
mãos ressurgem nas mãos dos outros, em exaltação de amor e luz para todas as criaturas de
Deus.


(Obra: O Espírito da Verdade - Waldo Vieira/André Luiz)


******

Lembra-te da humildade do Cristo e recorda que, ainda Ele, anjo em forma de
homem, estava cercado de adversários gratuitos e de verdugos cruéis, quando escreveu na
cruz, com suor e lágrimas, o divino poema da eterna ressurreição.

(Obra: O Espírito da Verdade - Chico Xavier/André Luiz)


******

AVE MARIA
Ave Maria cheia de graça, o Senhor é convosco, bendita sois vós entre as mulheres e bendito é o fruto do vosso ventre Jesus.
Santa Maria, Mãe de Jesus, rogai por nós, pecadores, agora e na hora de nossa morte. Amém.

 
******

PAI NOSSO

Pai nosso que estais no Céu, santificado seja o Vosso Nome, venha a nós o Vosso reino, seja feita a Vossa vontade, assim na terra como no Céu. O pão nosso de cada dia nos dai hoje; perdoai-nos as nossas ofensas, assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido, e não nos deixeis cair em tentação, mas livrai-nos do mal. Amém.

 
JESUS

--
Você recebeu essa mensagem porque está inscrito no grupo "Dividindo a Vida" dos Grupos do Google.
Para cancelar inscrição nesse grupo e parar de receber e-mails dele, envie um e-mail para dividindoavida+unsubscribe@googlegroups.com.
Para postar nesse grupo, envie um e-mail para dividindoavida@googlegroups.com.
Acesse esse grupo em https://groups.google.com/group/dividindoavida.
Para mais opções, acesse https://groups.google.com/d/optout.

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

Minhas Temporárias Companheiras

 

Minhas Temporárias Companheiras

 

Pensei que eram minhas companheiras porque me visitavam com frequência. Uma era a tensão mental, vinha sempre soberana, jeitosamente avassaladora, sensualmente dominadora. Quando chegava, nublava tudo ao seu redor, clamava por atenção personalizada, demandava todas as percepções e sensações. Tinha também a frustração. Esta era meio fúnebre, um pouco cabisbaixa, entrava sempre de mansinho, meio tímida, mas quando passava, em seu caminho deixava um enlameado rastro lúgubre, meio pútrido, meio pestilente, mas intenso e ardente. A outra era a insegurança. Ela aparecia sempre de repente, como um raio no firmamento, adorava dar surpresas e, quanto chegava, parecia uma inquisidora, pois gostava de questionar, de fazer afirmações que destruiam os pilares da convicção e da certeza. Inquestionavelmente, entre todas elas, era a mais talentosa e persistente, pois não abdicava de seu objetivo até alcançá-lo. Então, certo dia, quando estava quase concluindo que havia sido afortunado por ter estas três vigorosas e majestosas amantes, recebi outra inesperada visita, ela entrou de mansinho, tinha uma aparência confusa, mas andava com leveza e altivez, seus movimentos pareciam inentendidos apesar de serem estruturados e precisos. Ela aprochegou-se, sentou-se ao meu lado e, sem pestanejar, de uma maneira serena, íntegra e implacável, contou-me a história da vida daquelas que estavam se apoderando de minha essência. As três, que ao meu lado ouviam a narrativa sobre suas próprias existências, calma e paulatinamente, foram desprendendo-se de mim, despregando-se umas das outras e, cada uma para um canto, partiram. Minha visita, que depois descobri ser apaixonada por relatar contos e histórias, ficou ainda por um longo tempo antes de partir. Mas, desde então, ela tem sido cortêz o suficiente para visitar-me com frequência. Já não a percebo como confusa ou inentendida, mas sim, articulada e esclarecedora. Na verdade, confesso que estou apaixonado por ela. Espero que um dia ela aceite minha proposta, pois sonho como seria fascinante passar o resto da vida ao lado da sabedoria. (Tadany – 01 06 11)

 

PS: Para citar este texto:

Cargnin dos Santos, Tadany. Pensamento 881. www.tadany.org

 


 





A corrupção é primogênita da nossa passividade, minha e tua. Precisamos aceitar o nosso dever de cidadãos para mudar as nefastas realidades que assolam a nossa pátria. (Tadany)
Tudo é mental. Nada existe além de nossa Consciência. (Tadany)
A arte é o orgasmo contínuo da Inteligência. (Tadany)



--
Você recebeu essa mensagem porque está inscrito no grupo "Dividindo a Vida" dos Grupos do Google.
Para cancelar inscrição nesse grupo e parar de receber e-mails dele, envie um e-mail para dividindoavida+unsubscribe@googlegroups.com.
Para postar nesse grupo, envie um e-mail para dividindoavida@googlegroups.com.
Acesse esse grupo em https://groups.google.com/group/dividindoavida.
Para mais opções, acesse https://groups.google.com/d/optout.

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

Bom Dia - (22.04.16)


O Coração

"Quando o nosso corpo se forma, no claustro materno, uma das primeiras
manifestações é o coração palpitando... Nos casos de saúde, a medicina se
preocupa com a chamada parada cardíaca; o coração governa a vida...
Parada cardíaca pode afetar o cérebro... O coração comanda todos os 
fenômenos da vida, a ponto de, nas profecias mais antigas, alguém ter dito:
muito cuidado com o coração, porque onde colocarmos o nosso coração, ai
estarão o nosso tesouro, a nossa vida.
Compreender a importância da razão, mas a super-importância do coração,
para que sejamos mais irmãos uns dos outros, com mais compreensão 
recíproca, para que a nossa vida possa melhorar...
Quando Chico terminou, ficamos a meditar também em dois outros 
ensinamentos semelhantes, que ele nos deu em outra oportunidade: o 
primeiro, 'na atualidade o homem na Terra carece de 90% de sentimento e
apenas 10% de intelecto'; o segundo, de Emmanuel, é mais menos assim,
'quando o homem cai pelo coração, a própria queda é degrau para que ele
se possa levantar; quando cai pela inteligência é diferente'..."

(Obra: Chico Xavier à Sombra do Abacateiro - Carlos A. Baccelli)


******

Nossos atos tecem asas de libertação ou algemas de cativeiro, para a nossa
vitória ou nossa perda.
A ninguém devemos o destino senão a nós próprios.

(Obra: Ação e Reação - Chico Xavier/André Luiz)


******

AVE MARIA
Ave Maria cheia de graça, o Senhor é convosco, bendita sois vós entre as mulheres e bendito é o fruto do vosso ventre Jesus.
Santa Maria, Mãe de Jesus, rogai por nós, pecadores, agora e na hora de nossa morte. Amém.

 
******
 
PAI NOSSO
Pai nosso que estais no Céu, santificado seja o Vosso Nome, venha a nós o Vosso reino, seja feita a Vossa vontade, assim na terra como no Céu. O pão nosso de cada dia nos dai hoje; perdoai-nos as nossas ofensas, assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido, e não nos deixeis cair em tentação, mas livrai-nos do mal. Amém.
 
JESUS

--
Você recebeu essa mensagem porque está inscrito no grupo "Dividindo a Vida" dos Grupos do Google.
Para cancelar inscrição nesse grupo e parar de receber e-mails dele, envie um e-mail para dividindoavida+unsubscribe@googlegroups.com.
Para postar nesse grupo, envie um e-mail para dividindoavida@googlegroups.com.
Acesse esse grupo em https://groups.google.com/group/dividindoavida.
Para mais opções, acesse https://groups.google.com/d/optout.

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

7 anos de Papel no Varal: companheirismo e cumplicidade entre o Varal de Sisal e a Poesia

7 anos de Papel no Varal: companheirismo e cumplicidade entre o Varal de Sisal e a Poesia

O Papel no Varal comemora com festa 7 anos de existência no cenário da cultura alagoana

 

Dia 29 de abril, sexta, no Rex Bar, o Instituto Lumeeiro convida a todos para comemorar o 7° aniversário do Papel no Varal. Durante esse tempo o varal de sisal foi montado em diversos lugares, levando "Poesia de todo canto, poesia pra todo mundo".

Em meio à estação das folhas, o Papel no Varal aproveita o vento que ainda sopra manso para espalhar a delicadeza da poesia aos mais diversos públicos e lugares. O anfitrião da festa, Ricardo Cabús, comanda o palco de declamações trazendo muita alegria e surpresas aos presentes. A estrela da noite, o Varal de Sisal, e sua companheira de jornada, a Poesia, enfeitam-se com palavras e sentidos trazidos de todo o mundo para encantar seus fiéis escudeiros: o Público. Em meio aos que marcam presença na festa, estarão versos de Lêdo Ivo, Mário Quintana e Charles Bukowski. Todos poderão se encantar com poemas como o Paixão, de Adélia Prado:

De vez em quando Deus me tira a poesia.

Olho pedra, vejo pedra mesmo.

O mundo, cheio de departamentos, não é a bola

bonita caminhando

solta no espaço.

 

Seguidora fiel da Poesia, a música também será especial nesta noite de comemorações: Fernanda Guimarães traz luz e delicadeza ao dividir o palco com os músicos do Duo Lumeeiro – Geraldo Benson e Bruno Tenório.

( continua em https://sites.google.com/a/lumeeiro.org/www/agenda/7-aniversrio-do-papel-no-varal/release )


--
Equipe Lumeeiro

--
--
Esta é uma mensagem do Papel no Varal
email: papelnovaral@gmail.com contato@lumeeiro.org
Blog: http://cacosinconexos.blogspot.com
Twitter: @papelnovaral e @ricardocabus
Para sair do grupo: envie email com o assunto REMOVER para papelnovaral@gmail.com
Mais opções em: http://groups.google.com/group/papelnovaral?hl=pt-BR

---
You received this message because you are subscribed to the Google Groups "Papel no Varal" group.
To unsubscribe from this group and stop receiving emails from it, send an email to papelnovaral+unsubscribe@googlegroups.com.
For more options, visit https://groups.google.com/d/optout.

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

O Pessimismo e o Egoísmo

 

O Pessimismo e o Egoísmo

 

O pessimismo e o egoísmo, com frequência, andam de mãos dadas. Docemente apaixonados. Mutuamente inspirados. O egoismo enfatiza a idéia de sentir-se o centro do universo. O ponto focal onde todas as outras variáveis direcionam-se para seguirem vivendo. Uma desproporcional pretensão ou uma enganosa ilusão. No outro laod, o pessimismo observa um mundo conspirador, ameaçador e indecoroso. Uma junção nefasta de forças cujo único intento é dolorosamente impactá-lo. Quando suas essências encontram-se nalguma esquina da vida, a ênfase exacerbada do "eu" conduz à uma inquestionável idéia de que tudo ao redor é controlável. Então, quando a imperativa realidade demonstra a tolice desta premissa, o "ego"ista colapsa e, gentilmente, abre às portas para o criativo, o sagaz e o imperioso pessimismo que, em sua entrópica natureza, é a causa de sua própria falência existencial. Uma infecunda realidade. Egocêntrica maldade. Péssima leviandade. (Tadany – 29 06 12)

 

PS: Para citar este texto:

Cargnin dos Santos, Tadany. Pensamento 1309. www.tadany.org®

 

 

 


 






A corrupção é primogênita da nossa passividade, minha e tua. Precisamos aceitar o nosso dever de cidadãos para mudar as nefastas realidades que assolam a nossa pátria. (Tadany)
Tudo é mental. Nada existe além de nossa Consciência. (Tadany)
A arte é o orgasmo contínuo da Inteligência. (Tadany)



--
Você recebeu essa mensagem porque está inscrito no grupo "Dividindo a Vida" dos Grupos do Google.
Para cancelar inscrição nesse grupo e parar de receber e-mails dele, envie um e-mail para dividindoavida+unsubscribe@googlegroups.com.
Para postar nesse grupo, envie um e-mail para dividindoavida@googlegroups.com.
Acesse esse grupo em https://groups.google.com/group/dividindoavida.
Para mais opções, acesse https://groups.google.com/d/optout.

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS